DINAMO Networks e T-Services levam tecnologia que reduz fraudes no uso de certificados digitais no evento Legal Tech Fórum 2019

Evento terá apresentação de cases de sucesso e tecnologias para gestão e segurança digital que avançam no mercado jurídico.

A DINAMO Networks, especialista em segurança de identidade digital e fabricante do cofre digital HSM (Hardware Security Module), e, a T-Services, distribuidora de equipamentos para segurança da informação, participam juntas do Legal Tech Fórum 2019. O evento, que aguarda mais de 800 profissionais da área jurídica, será realizado no próximo 25 de abril, das 8h30 às 18h, no Maksoude Plaza Hotel, em São Paulo. As empresas apresentarão tecnologias de gestão e segurança de certificados digitais, que permitem o armazenamento em nuvem, rastreabilidade de acesso dos certificados e elimina o uso de tokens e smart cards.

O objetivo do evento é reunir as principais novidades tecnológicas da área jurídica, impulsionando o setor a uma Era totalmente automatizada. Considerando que a área jurídica lida diariamente com informações confidenciais é fundamental que as soluções apresentadas atendam comprovadamente os rígidos padrões de segurança.

Para Marco Zanini, CEO da DINAMO Networks, a tecnologia da DINAMO é uma aliada dos advogados e juízes na gestão e na segurança dos certificados digitais.”Com o DINAMO Pocket é possível armazenar até 200 certificados, selecionar as pessoas que podem ter acesso a ele, além de permitir rastreabilidade de uso, em tempo real, via SMS”.Ele explica ainda, que por meio do equipamento, as chaves dos certificados são criptografadas e armazenadas em um equipamento seguro. O executivo apresentará o case do Siqueira Castro, às 14h, junto com a sócia do escritório Dra. Andressa Barros Figueiredo de Paiva, mostrando o projeto de gestão de Certificados Digitais.

Daniel Nascimento, diretor comercial da T-Services, acredita que a tecnologia desenvolvida pela DINAMO é imprescindível para garantir a segurança da área jurídica. “Hoje os advogados e donos de escritórios ficam peticionando processos e acabam cedendo seus certificados digitais para que terceiros façam as transações digitais. O risco disto é imenso, este terceiro pode estar mal-intencionado e ter acesso a processos, documentos pessoais e até liberação para fazer movimentações bancárias”, revela o diretor.

O tema é parte do Fórum Legal Tech deste ano, pois, segundo a Medida Provisório MP 2200-2 que rege o documento, as transações realizadas com a certificação digital têm validade jurídica. E não podem ser contestadas, não repudio.

O Legal Tech Fórum 2019 é organizado pelo Intelijur e está em sua 2º edição. O evento contará com os principais nomes da tecnologia jurídica e tem se consagrado como oportunidade para troca de ideias, experiências e perspectivas para a área jurídica. A expectativa é reunir os principais gestores jurídicos e sócios de escritórios de advocacia do país.

 

Confira:

DÍNAMO POCKET: O que é? Como funciona?

 

Contate-nos

Envie-nos sua dúvida, crítica ou sugestão. Responderemos o mais rápido possível.

Não pode ser lido? Mude o texto. captcha txt